CAPRINO NÃO ECONOMIZARÁ DINHEIRO PÚBLICO para imprimir sua marca na Presidência; Catracas, cartões...

Da Redação
12/05/2015 14:55:00
CAPRINO NÃO ECONOMIZARÁ DINHEIRO PÚBLICO para imprimir sua marca na Presidência; Catracas, cartões magnéticos, notes e câmeras; DIRETOR GANHARÁ AINDA MAIS QUE VEREADOR E QUASE QUANTO GANHA O PREFEITO!

[imagem] Boaaaa taaaaaaaaaarde meus amooooooores! Segundo informações, na semana passada, o mourista que denunciou supostas irregularidades na contratação emergencial das cestas teve o carro atacado por populares, quando chegava ou saía da escola onde trabalha. Se houve realmente o ataque, FOI ERRADO. Aplaudir ou compactuar com esse tipo de coisa é apoiar e incitar a violência (não tem outra definição). Por mais que a denúncia do rapaz tenha sido meramente politiqueira (E FOI), a mando de quem surripiou os cofres da city e quer continuar surrupiando, nada justifica atos dessa natureza. NÃO CONCORDO!

Até agora, nenhuma nova decisão judicial sobre a distribuição das cestas, que estão paradas no antigo prédio do Centro de Ação Comunitária (Caco).
Segundo a assessoria de imprensa, a Prefeitura já recorreu da decisão que suspendeu a distribuição dos alimentos para famílias carentes do município e está aguardando retorno. Enquanto isso...


E o lado político da corrida pela Presidência do Sindicato dos Servidores Públicos da City fica cada dia mais bizarro. Quem, em 2011, ajudou o atual presidente Cabral a paralisar os serviços públicos e usar os servidores para fins “políticos-mouristas”, hoje, “escreve” pedindo que o funcionalismo tome cuidado para não ser enganado, pois a chapa de Idu Ribeiro está sendo apoiada por pavanistas. Ahhhhhhhh, vá pra baixa da égua. O cara atuou diretamente no maior golpe aplicado nos servidores, em troca de cargo no governo do prefeito cassado, virou as costas para a classe e agora volta com o mesmo “171” (preocupado com os colegas) de sempre? Além de cara de pau é burro, pois quem disse que a categoria acredita em uma vírgulas de suas “boas intenções”? Sem noção!  

E lá vem catracas, cartão magnético, monitores de câmeras nos gabinetes, notebooks novos para os edis e outras coisitas mais. Aonde, tudo isso? Na Câmara da City, meus amooooores. Éééé!!! O PRESIDENTE CAPRINO (PRB) NÃO VAI ECONOMIZAR DINHEIRO PÚBLICO PARA IMPRIMIR SUA MARCA NO LEGISLATIVO MUNICIPAL. Um passarinho concursado da Casa me contou que as catracas e os cartões magnéticos serão utilizados no controle de acesso da população aos gabinetes. Pelas novas regras, cada pessoa poderá ficar no máximo 1 (uma) hora na Casa. Oxi! E se a pessoa ultrapassar esse tempo será “convidada” a retirar-se? Só faltava! Outra novidade é a seguinte: caso a pessoa se cadastre para um determinado gabinete e, de lá, resolva ir em outro, terá que voltar à recepção e fazer um novo cadastro. Nada de ficar perambulando em todos.

Até então, apenas o Presidente tem uma visão da recepção da Casa, através de um monitor que recebe as imagens das câmeras instaladas no hall legislativo. Agora, a ideia é que todos os gabinetes tenham a mesma coisa.  Mudanças também no estacionamento privativo da Casa. Os funcionários concursados não poderão usar mais a mesma garagem onde ficam os carros particulares dos vereadores. Já os carros oficiais dos vereadores, que, hoje, dividem o estacionamento de cima com os de cargos comissionados e visitantes, serão remanejados para o de baixo.  Realmente, isso vai mudar a história da Câmara da City (gargalhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaadas).

E quanto custará aos cofres públicos o “pacote de medidas” para eternizar a passagem de Caprino pela Presidência da Câmara da City? Ahhhhhh, isso só saberemos quando os pregões da vida começarem pipocar. Setenta daqui, duzentos dali, trezentos acolá. De grão em grão, galos e galinhas enchem os papos.

Falando em pregões, quando Caprino (PRB) anunciou a implantação da modalidade Pregão Presencial na Câmara, no início de sua gestão presidencial (em janeiro), logo me perguntei quanto custaria isso aos cofres municipais, pois, em se tratando de órgãos públicos, ainda mais em Paulínia, se brincar até uma simples mudança de estacionamento pode custar os olhos da cara da população (gargalhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaadas). Pois bem. A gastança começou com um curso de apenas um dia, para pregoeiros e equipe de apoio. Custo: R$ 6.500,00 (seis mil e quinhentos reais). Segundo informou, na época, a direção geral da Casa, dez pessoas participaram do curso – R$ 650,00 cada uma. 

Agora, será criada  uma GRATIFICAÇÃO ESPECIAL MENSAL para Presidente e Membros Titulares da Comissão de Licitação (CL) da Câmara e também para os pregoeiros e equipe de apoio. Sigam a tabela >>> Presidente da CL: R$ 2.000,00; Membro da CL: R$ 1.500,00; Pregoeiros: R$ 500,00, por pregão realizado; Membro da equipe de apoio ao Pregoeiro: R$ 300,00, sendo que cada pregão poderá ter 3 (três membros), cada um recebendo o extra. Não é uma belezinha? Claro que o volume de licitações da Câmara é infinitamente menor do que o da Prefeitura, maaaaaaaas, com a vontade de revolucionar na Presidência, vai saber quantos pregões Caprino (PRB) pretende promover até dezembro de 2016? 

Falando na Prefeitura, lá, Presidente, Membros, Pregoeiros e pessoal de apoio de licitações NÃO RECEBEM NENHUM CENTAVO EXTRA. Já a Gratificação Especial da Câmara, segundo o Projeto de Lei 15/2015, cuja legalidade será votada logo mais na sessão ordinária de hoje (12), se justifica porque os servidores nomeados para a Comissão de Licitação Legislativa estão desempenhando funções diferentes daquelas para as quais foram contratadas.

Adivinhem quem é o Presidente da Comissão de Licitação da Câmara, que ganhará R$ 2 mil a mais por mês?  O diretor-geral adjunto David Rodrigues, que migrou de Hortolândia para Paulínia, junto com Caprino (PRB), que o nomeou para os dois cargos (diretor e presidente). Com a gratificação, o salário mensal do diretor subirá para R$ 11.857, 83 (onze mil, oitocentos e cinquenta e sete reais e oitenta e três centavos) por mês – duas vezes mais do que ganha Vereador (R$ 4.953,62), mais do que o salário de Secretário Municipal (R$ 9 mil) e quase o salário de prefeito (R$ 15.500,00). Outro ponto que me chamou atenção é que quando virar lei, após sanção do prefeito José Pavan Junior (PSB), a gratificação será retroativa a 1º de fevereiro. Oxi! Isso significa que o pessoal de licitação tem pelo menos três meses acumulados para receber. E haja cifrões!

Bem, hoje tem sessão da Câmara e mais uma cobertura “frase a frase” do Correio Paulinense Online. NÃO PERCAM! Uma semana abençoada para todos nós e, sobretudo, (sempre) PROTEGIDA PELO NOSSO MARAVILHOSO DEUS! Muitos beijos e abraços! Au revoir!

Foto: Arquivo/Lucas Rodrigues/CP Imagem

Comentar