QUANTOS BURACOS O VEREADOR DO “RABINO” TAPOU, COMO DIRETOR DO DEPAV? Câmara diz NÃO à “armação...

Da Redação
16/04/2015 16:06:00
QUANTOS BURACOS O VEREADOR DO “RABINO” TAPOU, COMO DIRETOR DO DEPAV? Câmara diz NÃO à “armação mourista”; CADÊ O DINHEIRO DA PREMIAÇÃO NATALINA?; Caprino (PRB) humilde?

[imagem] Boaaaaaaaaaaaa taaaaaaaaaaaaaarde meus amoooooooooooores. A “Sessão 12 a 1” foi um espetáculo à parte. Contrariando todas as previsões (inclusive as minhas), o presidente Sandro Caprino (PRB) “entrou mudo e saiu calado” sobre sua volta ao cargo, graças à liminar do desembargador Marcelo Semer (TJ-SP). A expulsão do perturbado...ops!...perturbador Cezinha “Moura” levou a plateia ao delírio. O vereador Fábio Valadão (PROS) sugeriu ao Presidente da Casa a elaboração de alguma medida para frear os baderneiros, que vão às sessões apenas tumultuar os trabalhos e desrespeitar os vereadores. No intervalo, formou-se uma fila para cumprimentar a vereadora Angela Duarte (PRTB), que deu um show de conhecimento legislativo e jurídico.  


Como Zé Coco (PTB) “não foi”, o segundo secretário da Mesa Tiguila Paes (PRTB) nunca leu tanto, em quase 33 anos de vida, e por pouco não acabou com o estoque de água mineral da Casa  (gargalhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaadas).  Foram 27 Ementas de Indicações, 06 de Projetos de Lei, 38 de Requerimentos, 03 de Moções, 06 de Requerimentos de Pesar e mais 32 páginas da derrotada Representação de Mauro Rodrigues, ex-diretor do Pauli Prev, contra o espirituoso Pavan (PSB). Após a leitura, Tiguila (PRTB) justificou o seu voto contrário à “investida mourista”, dizendo que a “A CIDADE VOLTOU A TER PAZ”. 

A rejeição da Representação Mourista, que só não foi unânime por causa do voto solitário do novato Flávio Xavier (PSDC), foi, sobretudo, um NÃO GARRAFAL ao agravamento da instabilidade política, que tanto tem emperrado o funcionamento da city. O vereador Doutor João Mota (PT) nocauteou a “armação política”, com apenas duas colocações: além de já estar sendo devidamente apurado pela Justiça, o objeto da “denúncia” de Mauro Rodrigues foi no mandato pavanista de 2010 e não no atual; e depois que o autor da representação faz parte do grupo político opositor ao atual governo municipal, o que demonstra claramente a existência de “outras intenções”, por trás. CERTÍSSIMO. O queridíssimo Hélio do Carmo, o Helinho, outro mourista declarado, também protocolou representação na Câmara contra Pavan (PSB) e deve passar pelo mesmo constrangimento do colega de grupo. Pela mãe do guarda!

Mudando de assunto. E o vereador Flávio Xavier (PSDC) hein? Foi Diretor do Departamento de Pavimentação (Depav) durante um ano, seis meses e sete dias, e somente agora, que está na Câmara, descobriu que os buracos tomaram conta das ruas da city? Alguém consegue entender um troço desses? Leiam a Indicação do edil sobre isso, com direito à fotos de ruas esburacadas e tudo. É “pakabá”! Segundo Xavier, tem um processo licitatório rolando na Prefeitura desde 2013, quando ele já estava no Depav. Oxi! E por que não exigiu do seu prefeito cassado agilidade na licitação, para consertar as ruas da city? Ah dá licença! Tem coisas que, como diz a gaúcha Lisiê Dornelles, é melhor ler do que ser cego. Só falta na próxima sessão da Câmara, o vereador do “rabino” culpar a administração Pavan (PSB) por todos os buracos do planeta. Duvidam? 

Além de esburacada, o governo do qual o vereador fez parte, ganhando mais de R$ 7 mil mensais, deixou a city, arrombada, financeiramente falando. Entretanto, orientado pelo “rabino”, Xavier (PSDC) afirma que crise financeira é invenção e que tudo foi deixado redondinho, mastigadinho, às mil maravilhas. Não é de lascar? Nem a premiação do Natal das Luzes eles pagaram. Os comerciantes investiram na decoração de seus estabelecimentos e tomaram foi um belo calote. Será que Xavier (PSDC) usará a Tribuna da Casa para cobrar do seu queridinho prefeito cassado o pagamento da premiação natalina, assim como cobrou as rescisões dele e de seus ex-colegas comissionados, no primeiro dia de mandato? Ao menos ele perguntará “em off”: MOURA JUNIOR, CADÊ O DINHEIRO DOS COMERCIANTES?

Finalmente, o projeto das Subvenções Sociais foi aprovado em definitivo, após a interina Mercedes (PTB) bater o pé e não permitir a segunda votação, no último dia 9. Uma atitude infeliz, já registrada na ficha política da petebista. Agora, o prefeito José Pavan Junior (PSB) sancionará a lei, para depois fazer o repasse às entidades. 

Em relação à volta das cestas de variedades e alimentos, o petista Custódio Campos (PT) perdeu uma ótima oportunidade de ficar calado. Para o vereador, a administração municipal humilhou as pessoas e fez uso político da retomada do benefício. Sem noção! Mostrar que está revertendo os impostos em benefício de quem paga é humilhar? “Não seria o contrário, vereador?” Em minha opinião, Custódio (PT) ficou tão atônito com o espirituoso entregando as cestas, pessoalmente, que se perdeu na fala. Compreensível, pois o petista está acostumado com a soberba dos Moura (pai e filho), que jamais desceriam de seus pedestais, para entregar “cestas básicas”.   Aliás, além de não entregarem, ainda não pagam quem fornece, "né Aristeia?"(gargalhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaadas).

Falando em soberba, parece que a bordoada judicial fez o presidente Sandro Caprino (PRB)  lembrar da palavra humildade. Pelo menos, o nariz estava menos em pé, na sessão de anteontem (14). Se for isso mesmo, tomara que ele consiga contagiar toda a sua equipe, principalmente, o diretor David Rodrigues, um poço de arrogância e prepotência (politicamente falando).

Um fim de semana espetacular para todos nós, sob AS BÊNÇÃOS E PROTEÇÃO DO NOSSO SALVADOR. Muitos beijos e abraços. Au revoir!

Comentar