TAC de Tangará da Serra (MT) inspira vereador na busca de solução dos alagamentos que atingem o São José

Da Redação
15/04/2015 12:04:00
TAC de Tangará da Serra (MT) inspira vereador na busca de solução dos alagamentos que atingem o São José

[imagem] Sem galerias fluviais, para o São José a chegada do período das chuvas significa ter que conviver de novo com os graves transtornos causados pelos alagamentos, que atingem o bairro há mais de uma década. A água invade casas, prejudica o trânsito, danifica a pavimentação asfáltica e, sobretudo, põe em risco a saúde dos moradores, principalmente crianças e idosos. 


Visando a construção de galerias fluviais naquela localidade, o vereador Tiguila Paes (PRTB) está passando um abaixo-assinado no bairro, no qual os moradores pedem ao Ministério Público Estadual (MPE), por meio da Promotoria de Justiça de Paulínia, um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com a Prefeitura Municipal, para resolver definitivamente o problema. “Atualmente, as consequências dos alagamentos se tornaram ainda mais graves ainda, em função da epidemia da dengue”, frisou o vereador.

Em Tangará da Serra, no estado do Mato Grosso, moradores do bairro Jardim Califórnia se mobilizaram e conseguiram um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) entre o MP e a Prefeitura da cidade, para solucionar o mesmo problema enfrentado pelo São José, de Paulínia (leia matéria). “Lá, os moradores também não contavam com galerias fluviais e passavam por tudo que a população do São José vem passando. O MP notificou a Prefeitura local, determinando um prazo para administração informar a dotação orçamentária e o cronograma de execução das obras das galerias”, comentou Tiguila (PRTB).

De acordo com o vereador, o abaixo-assinado dos moradores fará parte da Representação que será protocolada no Ministério Público (MP). “Pretendo ingressar no MP o mais rápido possível, pois a comunidade do São José não suporta e muito menos merece continuar convivendo com um problema que vem se arrastando há anos, sem que nenhuma providência efetiva tenha sido tomada, até hoje”, finalizou Tiguila (PRTB).

Comentar