A VOLTA DO “SUJEITO HOMEM”, COM UM ARRANHÃO “EXTRA G” NA IMAGEM PÚBLICA; Que moral política tem Simone...

Da Redação
13/04/2015 16:54:00
A VOLTA DO “SUJEITO HOMEM”, COM UM ARRANHÃO “EXTRA G” NA IMAGEM PÚBLICA; Que moral política tem Simone Moura? Vão pautar ou não a “Representação Capriniana”?

[imagem] Boaaaaaaaaaaaaa taaaaaarde meus amooooooooores. Gente do céu, nem um simples pedido de ajuda para encontrar um gato desaparecido (o Pietro, das minhas queridíssimas Angela e Jéssica Duarte) escapa das iradas almas sebosas, surtadas e traumatizadas, desde que perderam altos cargos e salários de confiança, na Prefeitura. Misericórdia! É muita baixaria. O comportamento dessas pessoas, que deveriam seguir com suas vidas, beira à loucura. E, pelo visto, quanto mais o tempo passa, mais elas vão ficando desequilibradas. Um horror!

Será que não se dão conta do quanto estão se desconstruindo? Não é possível. Politicamente, credibilidade abaixo de zero, pois defendem tudo quanto é de errado. Pessoalmente, são ridicularizadas e hostilizadas diariamente, tanto no virtual como no real. É muita falta de amor próprio, submeter-se à tantas humilhações públicas, em defesa da podridão que deteriorou a máquina municipal, a qual, sabe Deus, quanto tempo levará para recuperar-se.


Reflitam comigo. Que MORAL POLÍTICA a ex-vereadora, ex-presidente da Câmara, ex-vice-prefeita e, por último, ex-assessora especial Simone Moura tem para apontar o dedo político, seja pra quem for? Da vereadora mais votada em 2004 (1.241 votos) ao vexame dos 200 e poucos votos ANULADOS pela Justiça Eleitoral nas Eleições 2012, a prima dos Moura (pai e filho) deixou a vereança com quase 100% de rejeição popular e, ainda por cima, com a ficha eleitoral suja, por irregularidades nas contas do Biênio Legislativo 2005/2006, quando presidiu a Casa de Leis.

Como vice-prefeita, recebeu salário público sem trabalhar, por pelo menos três anos. Como Assessora Especial, então, nem tem o que comentar. Mesmo assim, fica fazendo a linha puritana (politicamente falando) e preocupada com a população nas redes sociais, como se o povo não soubesse quem foi a política Simone Moura. Quem dera ela tivesse 0,1% da conduta política da vereadora Angela Duarte (PRTB) ou do vereador Fábio Valadão (PROS). Pela mãe do guarda, viu!!!!

E a semana política promete ser de temperatura altíssima. Sustentado por uma liminar do TJ-SP (leia-se desembargador Marcelo Semer), o vereador Sandro Caprino (PRB) volta ao comando dos trabalhos da Câmara, nesta terça-feira (14), porém, com um arranhão “EXTRA-G” em sua imagem pública. Acusado pelo MP (Ministério Público) de desviar, para outros fins, dinheiro que deveria ser gasto exclusivamente na saúde, educação e outros setores públicos prioritários, Caprino (PRB) segue pelo mesmo caminho do seu líder e mentor político, o ex-prefeito Edson Moura.

Aliás, até no quesito vaidade ele segue a cartilha mourista. Na “pegadinha” da entrevista coletiva, dia 31, ele foi anunciado como “pop-star” pelo “bem educado” diretor David Rodrigues. Só faltou entrar cercado por seguranças, como Moura costumava chegar nos locais. Falou o que quis e depois retirou-se como “astro hollywoodiano”. Foi uma patacoada. 

A experiência me diz que Caprino (PRB) deve “representar” brilhantemente o papel de  “vítima” daqueles que não aceitam a sua ascensão política (aonde? #SQN) e, por isso, querem desmoralizá-lo, politicamente. “A Justiça foi feita”, deve ser a linha do discurso na Tribuna da Casa, sobre a sua volta, oficializada hoje (13). Já me antecipando, é bom esclarecer que Caprino (PRB) conseguiu apenas uma liminar para continuar no cargo, até a decisão final da 10ªTurma Julgadora do TJ-SP, sobre a participação dele no suposto uso ilegal de mais de R$ 12 milhões públicos.  

Logo ele, que tirou o almoço (uma coisa besta) do pessoal da Corpus para não ter problemas no Tribunal de Contas do Estado (TCE), ter que legislar “sub judice”, enquanto aguarda julgamento, não deve tá sendo nada fácil, mas a orientação é mostrar que está tudo maravilhosamente bem. 

Além de responder o processo judicial, Caprino (PRB) ainda tem que decidir o que fará com a Representação de Daniel Galhardo, protocolada na Câmara dia 27 do mês passado, na qual o comerciante pede o afastamento do Presidente do cargo e a abertura de uma Comissão Especial de Inquérito (CEI) para investigá-lo no caso dos mais de 17 milhões, supostamente, desviados. Será que ele vai pautar a leitura e votação da Representação?

Vejam bem, na inesquecível sessão legislativa de 1º de outubro de 2013, Caprino (PRB) afirmou ser “sujeito homem”, que anda na verdade e nunca foge da raia. Partindo dessa premissa e considerando que ele jura inocência no escândalo das contas vinculadas, não lhe resta outra saída a não ser encarar o problema de frente e deixar que o Plenário da Casa decida sobre a Representação. Concordam? Agora, se mandar “Arquivar Direto”, aí cairá por terra a “macheza política” e até as juras de “sou inocente” – ou estou pensando errado? 

O 1º Secretário da Mesa, vereador Zé Coco (PTB), que assinou a convocação da sessão ordinária de amanhã (14), bem que poderia ter dado uma mãozinha a Caprino (PRB), neste sentido. Como? Oras, pautando a leitura e votação da Representação contra o presidente, da mesma forma e agilidade que pautou a de Mauro Rodrigues, ex-diretor do Pauli Prev, contra o espirituoso Pavan (PSB), que, por sinal, chegou bem antes na Casa.

Agora, se o petebista apenas assinou a convocação, mas não definiu a pauta, aí não tinha como ele fazer nada mesmo Quando Daniel fez a denúncia, Caprino (PRB) estava na Presidência e quatro dias depois teve sessão, mas já com Fiorella (PP) à frente dos trabalhos, que sequer tocou no assunto. Semana passada conversei com o “peixe”, via rádio, e ele me disse que a Representação contra Caprino (PRB) ainda estava sendo analisada pelo escritório jurídico, que assessora a Câmara.

Bem, com ou sem Caprino (PRB) na pauta, a sessão de amanhã promete. Por quê? CLIQUEM AQUI! Por hoje, é só. Uma semana repleta de maravilhas para todos nós, sob as BÊNÇÃOS E PROTEÇÃO DO NOSSO GLORIOSO PAI CELESTIAL. Muitos beijos e abraços. Au revoir! 

Foto: Reprodução/Internet

Comentar