DANILO (PCdoB) ERA O PREFERIDO DE CAPRINO (PRB), MAS ZÉ COCO (PTB) ENTROU NA PARADA E MELOU TUDO; Flávio Xavier estreia no lugar de...

Da Redação
18/03/2015 15:24:00
DANILO (PCdoB) ERA O PREFERIDO DE CAPRINO (PRB), MAS ZÉ COCO (PTB) ENTROU NA PARADA E MELOU TUDO; Flávio Xavier estreia no lugar de Simeia e já é criticado nas redes sociais, por “legislar em causa própria”!

[imagem] Boaaaaaaaaaaa taaaaaaaaaaaaaarde meus amoooooooooores. A 4ª sessão ordinária da Câmara da City, ontem (17), foi marcada pela posse do suplente Flávio Xavier (PSDC), a eleição de Zé Coco (PTB) para a 1ª Secretaria da Mesa Diretora e o anúncio da nomeação de Fábio Valadão (PROS) como líder do governo pavanista, na Casa. A posse de Xavier e a eleição de foram consequências do afastamento da vereadora Simeia Zanon (PROS), determinado pela Justiça Eleitoral. Segundo apurei, Simeia está recorrendo da decisão. 


A chegada de Flávio Xavier (leia matériafez o presidente Sandro Caprino (PRB) matar a vontade de “empossar alguém”, depois das tentativas frustradas de dar posse ao espirituoso Pavan (PSB), quando o prefeito já havia sido devidamente empossado no cargo, pela Câmara Municipal (gargalhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaadas).  Além dos salamaleques típicos dos discursos de posse, Xavier usou a Tribuna para cobrar as verbas rescisórias dele e de seus colegas mouristas, que ocupavam cargos de confiança no governo do prefeito cassado Edson Moura Junior (PMDB). 

O novo vereador pediu a intercessão do colega e líder de governo Fábio Valadão (PROS), junto ao espirituoso Pavan (PSB), para resolver o problema. “Diga ao prefeito que, independente de política, todos que trabalharam são pais de famílias”, disse ele.  O prefeito cassado não exonerou nenhum dos seus cargos de confiança e aí a “bucha” sobrou para o espirituoso. É mole? Recentemente, Pavan (PSB) declarou que o caso dos “CC’s mouristas” está sendo analisado e será resolvido da melhor forma possível. 

É claro que quem trabalhou e foi dispensado ou pediu dispensa tem que receber as verbas rescisórias de direito. Isso é indiscutível. Entretanto, a primeira ação de Xavier, como vereador, foi em “causa própria”, o que acabou pegando muito mal, do ponto de vista político. A cobrança feita por ele, na Tribuna da Casa, repercutiu negativamente nas redes sociais e não tenho dúvidas de que foi um “tiro no próprio pé”, do ponto de vista político. 

Da mesma forma que não exonerou e pagou os direitos de Xavier e outros pais de famílias, que ocuparam cargos de confiança no seu governo, Moura Junior (PMDB) também deixou mais de 400 trabalhadores do Caco e da AIJ, aniquiladas por ele, sem receber um centavo dos direitos trabalhistas. E olha, que a grande maioria trabalhava nas instituições há vários anos. Até hoje o caso tá rolando na Justiça, pois o prefeito cassado prometeu uma, duas, três vezes pagar os trabalhadores e não cumpriu. Pois é!

O novo líder de governo, Fábio Valadão (PROS), foi muito parabenizado pelos colegas. Para ele, o desafio é grande, mas prometeu desempenhar a missão com muita serenidade e, sobretudo, com ações pautadas pelo diálogo e respeito aos colegas, para preservar a independência do Poder Legislativo. Valadão (PROS) fica no cargo até dezembro deste ano e em janeiro assume a vereadora Angela Duarte (PRTB), que completou mais um ano de vida ontem (17). 

O preferido de Caprino (PRB) para o cargo de 1º Secretário da Mesa era o vereador Danilo Barros (PCdoB), mas como o vereador Zé Coco (PTB) colocou-se na disputa, o presidente fez uma “pré-eleição” para o cargo, antes da sessão e votação começarem pra valer . O resultado foi Danilo 6, Zé Coco 9. Caprino (PRB) ficou virado na besta fubana, com a rejeição de seu “pupilo” (gargalhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaadas). 
Sabendo que perderia, Danilo Barros (PCdoB) não entrou na disputa da vaga, quando a eleição foi aberta oficialmente em Plenário. Candidato único, Zé Coco (PTB) foi eleito por unanimidade e assumiu o posto. 

Neste caso, achei Caprino (PRB) antiético e injusto, pois Zé Coco (PTB) foi eleito pela mesma coligação dele, a “Sorria Paulínia”, e o ajudou muito na defesa do prefeito cassado. Já Danilo virou mourista por conveniência, além de ter sido eleito pelo PCdoB, partido de oposição à coligação de Caprino (PRB) e Zé Coco (PTB). Sabendo dos bastidores que antecederam a eleição do 1º Secretário da Mesa e depois ouvindo os cumprimentos de Caprino (PRB) ao petebista eleito, pensei comigo: “vai ser falso assim, politicamente falando, láááááááááááá na baixa da éguaaaa (gargalhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaadas)”.  Misericórdia! Como diria o inesquecível Kleber Bambam: ”faz parte”. 

Bem meus amoooores, por hoje é só. Fiquem todos na PAZ E PROTEÇÃO DO NOSSO SENHOR JESUS CRISTO. Muuuuuuuitos beijos e abraços. Au revoir!

Comentar