Segundo o secretário de Finanças, Luciano Lima, o ex-prefeito não pagou as contas de 2014 inteiro; parcelamento evitará o...

Da Redação
14/03/2015 14:19:00
Segundo o secretário de Finanças, Luciano Lima, o ex-prefeito não pagou as contas de 2014 inteiro; parcelamento evitará o corte do serviço

[imagem] Prédios da saúde, educação, assistência social, entre outras áreas essenciais do município não tiveram as suas contas de água, referentes ao ano passado inteiro, pagas pelo ex-prefeito Edson Moura Junior (PMDB).  “A dívida soma aproximadamente um milhão e meio de reais”, informa o secretário de Finanças de Paulínia, Luciano Lima. “Uma irresponsabilidade fiscal”, acrescentou ele.


Em entrevista à CBN/Campinas, quinta-feira (12), o prefeito José Pavan Junior (PSB) falou sobre o problema e disse que vai negociar com a Sabesp, assim como fez com a CPFL, que tem quase dois milhões e setecentos mil reais para receber da Prefeitura, de contas não pagas pela administração passada (leia matéria). 

De acordo com o secretário Lima, a negociação da dívida com a Sabesp ocorrerá nos próximos dias. “Com o parcelamento, o aviso de corte no fornecimento de água à Prefeitura deverá ser retirado pela Sabesp e o atendimento à população não será prejudicado”, explica ele. A dívida com a Sabesp foi descoberta durante o “pente fino” que a atual administração municipal está fazendo nas contas da prefeitura.

Foto: Reprodução/Internet

Comentar