Enquanto aguarda o julgamento do REspe, em Brasília, o ex-prefeito corre contra nova sentença local, proferida sexta (27)

Da Redação
04/03/2015 14:33:00
Enquanto aguarda o julgamento do REspe, em Brasília, o ex-prefeito corre contra nova sentença local, proferida sexta (27)

[imagem] Enquanto aguarda o julgamento do REspe, o ex-prefeito corre contra sentença por compra de votos 


O processo de fraude eleitoral contra o ex-prefeito Edson Moura Junior (PMDB) chegou ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em Brasília, quinta-feira (26), e teve o seu relator definido na tarde de ontem (3). O escolhido foi o ministro Tarcísio Vieira de Carvalho Neto, substituto da ministra Luciana Lóssio, que deixou o TSE na quinta (26), também. 

Como relator do Recurso Especial Eleitoral (REspe) 9985/2013, o ministro Tarcísio decidirá se a eleição de Moura Junior (PMDB), em 2012, foi ou não fruto de fraude eleitoral. O voto dele abrirá o julgamento do caso, que ainda não tem data definida para acontecer. Em julho passado, o ex-prefeito e o vice dele, Francisco Almeida Bonavita Barros (PTB), foram condenados e cassados pela Justiça Eleitoral. Eles recorreram ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE), que, em novembro passado, por 4 votos a 2, manteve a decisão da instância local. 

Enquanto aguardam o REspe 9985/13 entrar na pauta de julgamentos do TSE, Moura Junior (PMDB) e Bonavita (PTB) terão que recorrer de uma nova condenação, na Justiça Eleitoral da cidade, dessa vez, por compra de votos, em 2012. No último dia 27, a juíza Marta Brandão Pistelli concluiu que ambos são culpados e multou o ex-prefeito em 25 mil UFIRs, equivalente a R$ 64 mil, o vice dele em 10 mil UFIRs, cerca de R$ 26 mil, além de torná-los inelegíveis por 8 (oito) anos. Neste mesmo processo, também foi condenada a vereadora Simeia Zanon (PROS).  A decisão mais recente foi disponibilizada apenas ontem no site do TRE-SP.

Não conseguimos contato com os advogados de defesa do ex-prefeito e de seu vice. Já a vereadora Simeia Zanon (PROS) disse que vai recorrer da decisão.

Foto: Reprodução/Internet e JR Vedovello/Freelancer

Comentar