DELEGADO QUER TODOS OS ENVOLVIDOS NO CASO DA “ESCRIVANINHA” NA SALA DELE, SEXTA-FEIRA (13); O que tinha dentro do móvel...

Da Redação
11/02/2015 18:03:00
DELEGADO QUER TODOS OS ENVOLVIDOS NO CASO DA “ESCRIVANINHA” NA SALA DELE, SEXTA-FEIRA (13); O que tinha dentro do móvel público? O BALANÇO DE BONAVITA (PTB)!

[imagem] Boaaaaaaaaaaaa taaaaaaaaaaaarde meus amoooooooooores! Comparado ao que estava antes, o clima da city, hoje, está bem mais leve, a energia mais positiva e a sensação de dias melhores voltando a crescer.  O que a massa paulinense espera do prefeito Pavan (PSB) é que as medidas para resolver os problemas mais graves da city saíam do papel e do discurso o quanto antes.

E pelo visto o espirituoso voltou totalmente sintonizado com o anseio popular. Cortou o Carnaval, que consumiria cerca de 2 milhões e meio de reais; o edital de filmes, outros quase 9 milhões; e as quatro secretarias, que custariam, somente este ano, mais de 16 milhões e até 2016 mais 47 milhões. Façam as contas. Pois é, essas três medidas sinalizam um novo destino para o dinheiro público, vítima da pior malversação de todos os tempos.

De segunda-feira (2) para cá, os bastidores políticos nunca esquentaram tanto. Os capítulos da reviravolta no comando da city dominaram o noticiário eletrônico e impresso. Bafos e Babados incendiaram a Terra de José Paulino e virilizaram na rede. Teve de tudo – e no meio de tanta tensão a “Melô do Pai Sami” deu aquela descontraída (gargalhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaadas). Além dos bastidores da posse de Pavan (PSB) e Vanda (PSDB), bem retratados neste Artigo de Domingo, o episódio da escrivaninha que o próprio Gordura, ex-diretor do Paço Municipal, admitiu estar levando para a secretária do ex-prefeito, deu o que falar.

O QUE TINHA DENTRO DA ESCRIVANINHA?  Tinha não, tem: protocolados, envelopes e cheques da Prefeitura, além de um saco plástico cheio de chaves, segundo apurei. Embora a Policia e o ex-diretor do Paço já tenham confirmado, oficialmente, que o móvel público estava sendo levado para Adriana Inácio de Oliveira, secretária do ex-prefeito Moura Junior (PMDB), retirar pertenceis pessoais, o delegado Marcos Evangelista, responsável pelo caso, quer todos os envolvidos às 10hs da manhã desta sexta-feira (13), na sala dele. 

No dia da apreensão, segundo um servidor público que acompanhou tudo, a escrivaninha foi lacrada pelo delegado, com tudo que tinha dentro. Agora será aberta na presença de todos, separado o que é público (da prefeitura) e privado (da secretária mourista). O delegado Evangelista me disse há pouco que tudo o que for público será encaminhado para a perícia, que fará um laudo técnico, descrevendo tudo o que foi encontrado. O doutor me disse também que logo após a abertura do móvel, tomará o depoimento da secretária do ex-prefeito. Já sobre um inquérito policial para apurar os fatos, ele explicou que decidirá sobre isso após o encontro de sexta-feira com os envolvidos. 

Evidentemente, Gordura não estava roubando a escrivaninha da prefeitura, mas, diferente da explicação dele no Facebook, após o episódio, não fazia parte de suas atribuições, enquanto diretor do Paço, sair com móvel público embaixo do braço. A secretária que fosse lá retirar o que lhe pertencia e pronto – é óbvio. E querem saber? Particularmente, não acredito que Adriana tenha pedido a escrivaninha. A ordem veio mais de cima. Porém, o que eu acredito ou deixo de acreditar não importa, mas sim o que a polícia vai apurar e constatar sobre o caso.
 
Nem iria comentar as exonerações “pedidas” por ex-cargos de confiança mouristas, para mim, uma grande piada tão engraçada quanto a “Melô do Pai Sami” (gargalhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaadas). Entretanto, o trecho de uma declaração feita no Facebook por um que “exonerou-se” (gargalhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaadas) chamou minha atenção. Além dizer que repudia isso, aquilo e mais um pouquinho nas decisões de uma Ministra do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) (gargalhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaadas) ele escreveu: “Repudio a forma de uma ministra que na teoria ela deveria fazer que cumpra a lei, mas fez ao contrário julgando de forma vergonhosa que o verdadeiro prefeito fosse culpado por propaganda antecipada e que o sem vergonha interino juntamente com o jornalista sem credibilidade e um vereador que tem que responder por decoro parlamentar, eles foram absolvidos” e encerrou o parágrafo, concluindo: “Ela demonstrou incapacidade para tal cargo que exerce, esqueceu o princípio básico que quando existe um processo similar ou igual deverá ser adotada a mesma sentença, isso é o básico”.

Gente do céu, no pouco tempo que passou assessorando o ex-secretário dos Negócios Jurídicos, Arthur Freire, o rapaz que “exonerou-se” (gargalhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaadas) adquiriu  conhecimento jurídico suficiente para questionar a competência de uma Ministra da mais alta Corte Eleitoral Brasileira. Oxi! Mais não é um “cururu teitei” mesmo! Será que ele vai para Brasília, candidatar-se à vaga da Ministra? Se for, já vou logo avisando que pode quebrar a cara, pois um passarinho láááááá de Brasília me disse que a magistrada será reconduzida para mais um biênio no TSE. Tadinho! Sorry!

Gente, todo mundo acha que sei de tudo, mas não é bem assim. Por exemplo, juro que não sabia que a S10 usada pelo ex-secretário de Segurança, Cícero Brito, era locada e o aluguel pago pela população. Sabia do Corolla blindado usado por Arthur Freire, mas da S10 de Brito não. Enquanto todos os demais secretários usavam “golzinho” os danados só nos “carrões”. O ex-assessor especial Sami Goldstein também queria um “carrão” para “assessorar”, mas teve que se contentar com o “popular básico”, fotografado sábado (7) na garagem da casa do também ex-rabino. Aliás, Sami quer saber com que dinheiro o espirituoso pagou as cópias das chaves que foi obrigado mandar fazer, para abrir as portas da prefeitura. Eita peste!! Será que sumiram até com a “verbinha” do gabinete, para essas pequenas despesas? Será (gargalhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaadas).

Agora, chega de perder meu tempo com mequetrefes oportunistas, que não significam ABSOLUTAMENTE NADA, politicamente falando, para a city, ainda mais agora que são “ex-isso, ex-quilo”. Eles que tratem de seguirem suas vidas e Deus que os abençoe (VERDADEIRAMENTE). Quero falar de gente que tem história e gabarito na city, independente dos rumos políticos tomados nos últimos anos. 

Francisco Almeida Bonavita Barros é uma das figuras públicas mais importantes do cenário local, gabaritado por cinco mandatos legislativos e um de vice-prefeito. Nos últimos 18 meses, Bona se manteve quase mudo (só falava em eventos oficiais) sobre os acontecimentos, o que o tornou conivente com todas as atrocidades praticadas pelo ex-prefeito Moura Junior (PMDB). Agora, fora do cargo, certamente o cearense já fez um balanço sobre tudo e já deve está traçando os passos futuros. 

Segundo um amigo em comum, o cearense teria desabafado: “Só me ferrei. Não cumpriram quase nada comigo e até exoneraram pessoas ligadas a mim. Agora vou tocar a minha vida com independência”. Pois é, o balanço não poderia ser outro. Já queriam ferrar Bonavita logo na convenção peemedebista, em junho de 2012. Se não fosse a intervenção do deputado estadual Campos Machado, o cearense não teria sido indicado para o cargo de Vice. Hoje, quase três anos depois, deixo uma pergunta, para reflexão: SERÁ QUE A RASTEIRA DE MOURA, EVITADA POR CAMPOS, NÃO TERIA SIDO MELHOR PARA BONAVITA? Pelo menos, ele não teria feito parte, direta ou indiretamente, da lama que foi o governo cassado.

Bem meus amores, por hoje é só. Um excelente fim de tarde e uma noite maravilhosa, para todos nós. QUE AS BÊNÇÃOS E A PROTEÇÃO DE DEUS CONTINUEM SENDO DERRAMADAS SOBRE NÓS. Muitos beijos e abraços! Au revoir!

Foto: Reprodução/Internet

Comentar