Segundo informações, MOURA PAI ESTÁ EM BRASÍLIA, TENTANDO IMPEDIR QUE O FILHO SEJA RETIRADO DA PREFEITURA; Nas...

Da Redação
03/02/2015 16:56:00
Segundo informações, MOURA PAI ESTÁ EM BRASÍLIA, TENTANDO IMPEDIR QUE O FILHO SEJA RETIRADO DA PREFEITURA; Nas próximas horas, Juíza Eleitoral deve decidir o destino político-administrativo da city!

[imagem] Boaaaaaaaa taaaaaaaaaaarde meus amoooores! Antes de qualquer coisa, quero agradecer ao  deputado federal João Henrique Caldas (JHC), do Solidariedade, pelo honroso convite para assistir sua posse em Brasília, na manhã de domingo (1º). JHC é um amigo querido e uma das maiores promessas políticas da nova geração, que está chegando cheia de gás para tornar nosso Brasil mais justo e menos corrupto (conheça JHC).

Foi um privilégio muito grande fazer parte do dia histórico na carreira política de JHC, que deixou a Assembleia Legislativa das Alagoas, onde era deputado estadual, e já está devida e merecidamente instalado no Anexo 4 da Câmara Federal, como o parlamentar mais bem votado (139.929 votos) da história alagoana. “Parabéns, querido, e que Deus esteja à frente de sua jornada, em tempo integral”.


No trajeto do aeroporto ao Congresso, a avenida onde ficam as Embaixadas só dava faixas e mais faixas de Eduardo Cunha, eleito o novo Presidente da Câmara dos Deputados. Embora peemedebista, como o vice Michel Temer, Cunha é desafeto conhecido do Palácio do Planalto e a sua vitória pode tornar a vida do governo Dilma (que queria Arlindo Chinaglia no cargo) um pouco mais difícil. Nos arredores do Congresso e nas entradas dos anexos da Câmara, especialmente no Anexo 2, dezenas de militantes com bandeiras de Cunha, gritavam: “PARA UM BRASIL MELHOR, CUNHA PRESIDENTE”. O clima da disputa era de uma eleição pública e não interna, onde somente apenas os deputados votam. 

No acesso ao Congresso, policiais federais para tudo quanto é lado. Cada um, que fui obrigado ligar imediatamente para Chica e gritar: “me abanaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa” (gargalhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaadas). Dentro, deputados celebridades como Tiririca, Jean Wyllys,, Celso Russumanno, entre outros, foram os mais assediados pelo público convidado. À tarde, eleições simultâneas para as Presidências da Câmara e do Senado, que reelegeu Renan Calheiros.

Já estive várias outras vezes no Congresso, mas no dia de posse e eleições, foi a primeira. É impossível explicar o clima no Plenário onde se resolve a vida do país inteiro. Misericórdia! O poder exala por todas as frestas. Já os gabinetes dos deputados são horrorosos. Minúsculos, muito mal divididos e equipados. Os vereadores da city devem agradecer ao povo paulinense pela luxuosa instalação em que trabalham. 

Falando nisso, vamos aos babados daqui. O recesso legislativo já acabou e os vereadores recomeçam logo mais, a partir das 18hs de hoje (3), a maratona de discussões e votações de propostas para a city. Na pauta da primeira Ordinária de 2015, apenas 4 projetos de lei do Executivo e um da Mesa Diretora da Câmara, incluindo a modalidade “Pregão Presencial” nas licitações legislativas. 

O destaque entre os PL’s do “prefeito”, que desde ontem (2) não é mais prefeito, fica por conta do 02/15, sobre a Premiação do Carnaval. O presidente Caprino (PRB) tem pressa em aprovar a verba carnavalesca, afinal, faltam apenas dez dias para a folia de Momo e doze para o desfile dos blocos. Só não consigo entender tanta urgência, já que as agremiações só recebem a verba bem depois do carnaval. Mas...

Maaaaaaaas, nenhum babado se compara à dinamite que caiu ontem (2) no “Palácio Feliz”. A ministra Luciana Lóssio, do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), derrubou duas liminares que sustentavam no cargo o prefeito mais cassado da história da city. Ontem mesmo o TER-SP foi comunicado da decisão superior e hoje comunicou à Juíza Eleitoral de Paulínia, Marta Brandão Pistelli, que deve decidir, nas próximas horas, quem assumirá a Prefeitura local.

Fiquei sabendo que o presidente da Câmara, Sandro Caprino (PRB), prestes à presidir a primeira sessão legislativa de sua vida política, já comprou até um novo pote de gel , para esculpir a cabeleira (gargalhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaadas), caso seja designado interinamente para o cargo.

Já Moura pai, também segundo informações, está em Brasília tentando impedir que o filho seja realmente tirado do cargo. Entretanto, há informações de que o presidente da Câmara já cogita a possibilidade de ter que dar posse ao ex-prefeito José Pavan Junior (PSB), segundo colocado nas eleições 2012. Bem, o que vai acontecer com o comando da city, após a decisão da ministra Lóssio, será determinado pela juíza eleitoral. Então, não adianta especular isso ou aquilo. Só nos resta aguardar as cenas dos próximos capítulos.

Bem meus amores, por enquanto é só. Continuem conectados ao Correio Paulinense Online, pois voltarei a qualquer momento com novas notícias sobre a decisão que sacudiu a city, de ontem para hoje, e promete sacudir ainda mais.  Uma semana abençoada para todos nós, sobretudo, guiada e protegida por NOSSO SENHOR JESUS CRISTO.  Beijos e abraços. Au revoir!

Comentar