Empresas não convidadas para a licitação também podem disputar: as propostas devem ser entregues até às 09h...

Da Redação
27/01/2015 15:36:00
Empresas não convidadas para a licitação também podem disputar: as propostas devem ser entregues até às 09h desta quinta (29)

[imagem] A Câmara Municipal de Paulínia vai contratar uma empresa para fazer manutenção em sua frota de veículos, incluindo fornecimento de peças, mecânica em geral, arrefecimento, revisão elétrica e eletrônica, lanternagem e pintura, alinhamento e balanceamento, cambagem, suspensão, amortecedores, freios, borracharia, troca de pneus e acessórios. A licitação modalidade convite é a primeira convocada pelo novo presidente da Casa, Sandro Cesar Caprino (PRB). 


O edital do Convite 1/2015 está disponível no quadro de avisos da Câmara e pode ser retirado no Setor de Compras até 24 (vinte e quatro) horas antes do encerramento da apresentação das propostas, previsto para às 09h00 desta quinta-feira, dia 29. As empresas interessadas em participar da licitação deve pedir o edital por escrito. Podem participar também empresas que não foram formalmente convidadas pela Câmara. 

Modalidade Convite

Modalidade realizada entre interessados do ramo de que trata o objeto da licitação, escolhidos e convidados em número mínimo de três pela Administração. O convite é a modalidade de licitação mais simples. A Administração escolhe quem quer convidar, entre os possíveis interessados, cadastrados ou não. 

A divulgação deve ser feita mediante afixação de cópia do convite em quadro de avisos do órgão ou entidade, localizado em lugar de ampla divulgação. No convite é possível a participação de interessados que não tenham sido formalmente convidados, mas que sejam do ramo do objeto licitado, desde que cadastrados no órgão ou entidade licitadora ou no Sistema de Cadastramento Unificado de Fornecedores – SICAF.

Esses interessados devem solicitar o convite com antecedência de até 24 horas da apresentação das propostas. Os valores limites para este tipo de licitação é de até R$ 80 mil para compras e serviços e de até R$ 150 mil para obras e serviços de engenharia. Fonte: Tribunal de Contas do Estado (TCE).

Foto: CMP/Claudia Arantes

Comentar