2014 termina com Caprino eleito Presidente, os Moura (pai e filho) pendurados (quase caindo) na Prefeitura e mais um Orçamento...

Da Redação
30/12/2014 16:35:00
2014 termina com Caprino eleito Presidente, os Moura (pai e filho) pendurados (quase caindo) na Prefeitura e mais um Orçamento bilionário aprovado: QUE VENHA 2015!

[imagem] Boaaaa taaaaaaaarde meus amooooooooores! A última sessão ORDINÁRIA do ano, terça-feira (23), foi um verdadeiro espetáculo. Do lado mourista, o protagonista foi o cínico (politicamente falando) líder do governo hexacassado e presidente eleito da Câmara, vereador Sandro Caprino (PRB), com seu discurso, indiscutivelmente, contra os interesses da população e a favor dos Moura (pai e filho) – aliás, tem sido assim desde que assumiram. Já os vereadores da oposição, Custódio Campos (PT), Doutor João Mota (PT), Fábio Valadão (PROS) e Angela Duarte (PRTB) brilharam por igual, em defesa do povo e da moralidade com o dinheiro público. 


Como “pau mandado” dos Moura (pai e filho), Caprino (PRB) não abriu a boca para falar sobre o pagamento de dezembro do funcionalismo público municipal, que só acontecerá em janeiro, mas em compensação disse discordar do que ele considerou uma “retaliação” dos colegas oposicionistas aos seus “chefinhos”:  as Emendas de Angela Duarte (PRTB) e Doutor João Mota (PT), que evitaram o desperdício de R$ 85,2 milhões públicos com a construção de o centro de convenções, da vergonhosa “PPP do Parque Brasil 500”. Protestou, mas, sem saída, acabou votando a favor das Emendas, que destinaram o dinheiro da obra faraônica para a saúde, educação, segurança e outras áreas essenciais da city. Em compensação reprovou a legalidade de todas as Emendas que tiravam dinheiro do polo cinematográfico para outros setores municipais. 

Contrariando a realidade dos fatos, Caprino (PRB) acha que o prefeito hexacassado melhorou sim a educação, segurança e saúde do município. Aliás, para tentar enfiar goela abaixo da população A FANTASIOSA MELHORIA NA SAÚDE o demagogo usou dados de outro tresloucado e submisso aos Moura (pai e filho), o Assessor Especial Sami Goldstein, sobre supostos investimentos no setor. Com a mente fraca e totalmente “lavada” por Moura pai, o futuro presidente da Câmara insiste no cinema, como a salvação financeira de Paulínia no futuro, QUANDO O PETRÓLEO ACABAR. Não é possível que nem Edir Macêdo, o poderoso bispo de Caprino (PRB), consiga curar essa fixação dele e de seus “chefes” pela indústria cinematográfica, numa city que falta até esparadrapo no hospital. Misericórdia!

Esse vereador está tão tomado pela prepotência mourista, que não respeita nem a forma de votar dos demais colegas de Casa. Para Caprino (PRB), o vereador que vota contra um determinado projeto não deveria nem apresentar Emendas, quanto mais votar favorável à elas. “Não entendo isso”, ironizou ele. A vereadora Angela Duarte (PRTB) respondeu à altura do cinismo “capriniano”: "NO MEU MANDATO MANDO EU, VOTO DO JEITO QUE QUERO, NÃO COMBINO VOTO COM NINGUÉM E TAMBÉM NÃO ESTOU AQUI PARA SER VEREADORA DE PREFEITO E MUITO MENOS DE VEREADOR". Eitaaaaaaaaaaaaaaaaaa peeeeeeeeeeeeste!!! Tomou que até roncou.

“Sou fiel a um grupo político, não fico mudando de lado”, disparou Caprino (PRB). O vereador Valadão (PROS) pediu a palavra e mandou com classe e contundência: “Fui eleito por um grupo político que não cumpriu nada do que prometeu. O governo é uma porcaria e, por isso, hoje, sou oposição”. Tomou que até roncou, de novo.   

“Senhor Presidente, eu não falei nome de ninguém, mas se a carapuça serviu, paciência”, disse ele. Pois é, há tempos Caprino (PRB) deu para dirigir “indiretinhas” aos colegas Fábio Valadão (PROS) e Angela Duarte (PRTB) e depois fazer a linha dissimulada, só no truque, como se as pessoas fossem trouxas. Ah, dá licença!  

Vejam bem, a partir de 2015, a Câmara da city será presidida por um vereador arrogante, incompetente, fraco, sem equilíbrio emocional, pééééééééééssimo em oratória ( “demo” isso, “demo” aquilo) contraditório, demagogo (tudo, politicamente falando), defensor ferrenho do indefensável,  e o que é pior: TOTALMENTE SUBIMISSO AOS MOURA (pai e filho), agora mais do que nunca. 

Sem sombras de dúvidas, a PPP do Parque Brasil 500 e as novas Secretarias Municipais - Assuntos Institucionais e Federativos (SEMAIF),  Direitos dos Animais (SEDA), Controle, Gestão, Parceria e Convênios (SECON) e Relações do Trabalho (SERT) – terão prioridade máxima logo nos primeiros meses da gestão Caprino (PRB). Segundo uma das minhas gaivotas, ele já adiantou que haverá uma nova Audiência Pública da PPP e que ela vai acontecer. Ops! Foi por isso que o colega mourista Danilo Barros (PC do B) disse, durante a votação do Orçamento 2015, que a PPP do Brasil 500 não era importante, NESTE MOMENTO, para a city? Huuuum! Tendi!  

Como as novas pastas municipais já foram aprovadas, na legalidade, terça-feira (23), o futuro presidente do Legislativo da City vai trabalhar para aprová-las, em definitivo, o mais rápido possível, afinal serão mais 60 cargos de comissão para ele, seus companheiros de base e o prefeito cassado empregarem “cabos eleitorais”, pois precisarão de muita “mão de obra gratuita” nas eleições de 2016. Pois é, com Caprino (PRB) na Presidência Legislativa 2015/2016 e Moura Junior (PMDB), mesmo pendurado (quase caindo) na Prefeitura, o ano novo promeeeeeeeeeeeete!!!

Quase certo que o bastão de líder de governo será passado para o novato Zé Coco (PTB). Tadinho dele! Zé é um cara bom e por quem tenho muito respeito. Mas, infelizmente, teve a falta de sorte de estrear na vida pública atrelado à um governo que nem ele, com tooooooooooda a certeza do mundo, imaginaria que fosse tão ruim. Mesmo falando “demo isso, demo aquilo”, Caprino (PRB) teve e tem cara de pau suficiente para defender o indefensável. Já Zé Coco, terá de vestir a “pele” de seu antecessor, pois a sua linha pessoal é outra, completamente. Mas fazer o quê? Como diz o dito: “quem entra na chuva é para se molhar”.  

Simeia Zanon (PROS) sobe e desce, na próxima legislatura. Sobe para a Mesa Diretora, no lugar de Edilsinho (PPS), e desce para o gabinete da 1ª Secretaria. Fiorella (PP) desce da Mesa, enquanto Tiguila Paes (PRTB) permanece no mesmo lugar, como segundo secretário reeleito.

Já na 10ª e última Extraordinária do ano, ontem (29), a última votação do Orçamento 2015 esquentou as discussões. A base mourista votou em peso a favor e a oposição manteve o posicionamento contrário ao projeto, baseada no que aconteceu com Orçamento atual. O vereador doutor João Mota (PT) disse que o projeto não contempla os interesses da população.

Para Valadão (PROS), o cassado Moura Junior (PMDB) mandou mais um Orçamento superestimado e acredita que o município não arrecadará o previsto (mais de 1 bilhão e 200 milhões de reais), até o final de 2015. Custódio Campos (PT) lembrou que o dinheiro do pagamento da folha municipal de dezembro estava no Orçamento 2014, entretanto, os funcionários só vão receber dia 8 de janeiro, além de vários fornecedores que também não foram pagos, este ano. 

“Onde foi o Orçamento (2014)?”, perguntou a vereadora Angela Duarte (PRTB). A edil frisou que, no decorrer deste ano, fornecedores de remédios, materiais cirúrgicos, alimentação, exames anatomopatológicos, funcionários públicos, inclusive os que estão de férias, ficaram sem pagamento.  “Eu não me incomodaria de vir trabalhar todos os dias para fazer pagamento de fornecedor, desde que as pessoas não ficassem sem remédio, sem atendimento”, disse ela.

Edilsinho Rodrigues (PPS) disse que estava disposto a votar contra o Orçamento, mas mudou de opinião, após conversar com o eterno Diretor Legislativo, o queridíssimo Doutor Lito (Feliz Ano Novo, doutoooooooooor), que explicou as consequências caso a matéria fosse reprovada. Dias antes da votação, Edilsinho (PPS) tentou mesmo articular a derrubada da peça orçamentária. 

Bem, terminamos o ano com o próximo Orçamento aprovado, Sandro Caprino (PRB) eleito Presidente da Câmara e os Moura (pai e filho) pendurados (quase caindo) na Prefeitura.  Mas, também, pelo menos dessa vez, o prefeito cassado não terá R$ 85,2 milhões para mais uma obra faraônica, bem ao estilo do pai, pois, totalmente sem saída, os vereadores mouristas aprovaram as Emendas da oposição, que destinou todo o dinheiro para setores realmente necessitados. Aplausos! Para 2015, por enquanto, apenas três certezas:  a cesta básica não será mais entregue em domicilio; prefeito e vereadores aliados terão 63 cargos comissionados para fazerem “a festa” com cabos eleitorais e o IPTU ficará quase 57% mais caro. 

Como brasileiros paulinenses não desistimos nunca e entraremos o ano novo com os corações recheados de esperanças, por dias melhores.  UM FELIZ ANO NOVO PARA TODOS NÓS, REPLETO, SOBRETUDO, DE MUITA SAÚDE. QUE DEUS, NOSSO PAI TODO PODEROSO, CONTINUE NOS PROTEGENDO E COBRINDO DE BÊNÇÃOS. Beijoooooooooos meus amooooooooooores e que venha 2015. Fiquem na Paz do Nosso Senhor Jesus Cristo. Au revoir!

Fotos: Claudia Arantes/CMP

Comentar